Parcelamento IRPF 2020

O parcelamento IRPF 2020 é uma das formas de quitar o pagamento do Imposto de Renda 2020, caso o contribuinte não tenha condições de realizar o pagamento do débito à vista. Para aqueles contribuintes que possuem pendencias com a Receita Federal é possível regularizar o seu debito e pagar o valor em parcelas, que facilitam ainda mais a quitação.

É preciso que o contribuinte, antes de fechar o parcelamento, analise se o parcelamento do Imposto de Renda é vantajoso, é disponibilizado para todos os contribuintes que possuem débitos com a Receita Federal, é preciso saber ser esse parcelamento é vantajoso.

Parcelamento Imposto de Renda 2020
Parcelamento Imposto de Renda 2020

O pagamento do imposto pendente pode ser realizado de duas formas, entenda a seguir:

  • Pagamento do IRPF à vista – pagamento em uma única parcela avista, onde o contribuinte quita o saldo total devedor;
  • Pagamento do IRPF parcelado – O pagamento parcelado tem incidência de juros (SELIC).

É importante ressaltar que antes de fechar negócio com a Receita Federal é preciso analisar as condições de pagamento, principalmente esse pagamento for parcelado, é preciso avaliar, pois nem sempre o parcelamento é mais vantajoso. Entenda abaixo como funciona o parcelamento do IR 2020.


Como funciona o Parcelamento IRPF 2020

O parcelamento do IR é uma alternativa para o pagamento dos débitos com o imposto de renda 2020 eu pode ou não ser a mais indicada, dependendo do caso.

  • Pagamento parcelado disponível para qualquer contribuinte com pendencias junto à Receita Federal;
  • Reajuste de parcelas mensais de acordo com a evolução da taxa SELIC;
  • O valor das parcelas é reajustado mês a mês, de acordo com a evolução do índice de juros.
  • Antes de escolher a forma de pagamento, avalia a opção que mais atende o seu bolso e seja mais vantajosa para regularização da sua pendencia junto à Receita Federal.

Parcelamento IRPF X à Vista – Qual o mais indicado?

  • Caso o contribuinte tenha condições de realizar o pagamento a Vista, esse será o método mais indicado, pois o contribuinte estará livre da cobrança de juros sobre o valor do IRPF 2020;
  • Caso não tenha dinheiro suficiente para quitar o pagamento à vista, poderá optar pelo Parcelamento IRPF 2020, uma maneira razoável de quitar os débitos junto à receita Federal.

Diferença entre o Pagamento à Vista e Parcelado

Existem algumas diferenças entre o pagamento do Imposto de Renda 2020 Parcelado e à vista. Para que o contribuinte escolha a melhor forma de declarar e quitar o seu imposto, é importante que esse conheça bem quais são essas diferenças, por isso, listamos a seguir as principais diferenças entre o pagamento à vista e Parcelado do IRPF 2020:

  • No pagamento do imposto à vista, o contribuinte fará a quitação do imposto pendente em uma única parcela, isto já não acontece no pagamento parcelado;
  • No pagamento da pendencia avista não tem incidência de SELIC, diferente do parcelado;
  • O pagamento parcelado é aceito e realizado somente nas instituições financeiras conveniadas a Receita Federal;
  • O pagamento parcelado só é realizado em debito automático.

Agora é preciso que você analise e escolha a melhor opção que atende o pagamento em dia do seu imposto de renda 2020, como os anos anteriores, esse método também segue prazos.


Imposto de Renda 2020

O imposto de renda é uma declaração anual que deve ser realizada pelo os contribuintes que contempla a categoria, sendo assim essas pessoas que estivem nos requisitos de declaração, são obrigadas a declarar o imposto de renda, que nada mais é do apresentar diante a receita todos os seus gastos.

Caso o contribuinte apresente a declaração do IR com pendências, corre o risco de cair na Malha Fina do imposto de Renda 2020, por isso, é fundamental tomar cuidado redobrado na hora de elaborar a sua declaração;

Imposto de Renda 2020
Imposto de Renda 2020

Lembrando que a prestação de conta não deve omitir nenhuma informação, pois a Receita Federal tem todo o levantamento realizado junto aos dados que são disponibilizados a Receita, cuidado com as informações prestadas, para que a sua declaração do imposto de renda não caia na malha fina, pois ser não você terá que justificar a Receita Federal às informações encontradas com divergência.

Deixe uma resposta